quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

10º capítulo - Pode ser um qualquer


Lamentamos não ter publicado à imenso tempo, mas cá está mais um capítulo :)

***


(Chloe)

A Emily tinha faltado à primeira aula, por isso eu e a Megan fomos procurá-la no intervalo. Como não a vimos nos nossos sítios habituais. Decidi ligar-lhe.

*chamada*

Chloe: Onde raio estás tu? Eu e a Megan estamos preocupadas! - Gritei para o telefone assim que ela atendeu.

Emily: Nem vais acreditar no que aconteceu! - A voz dela transmitia preocupação. - O Harry esteve aqui na universidade! Perguntou-me porque é que tinhamos saído de Paris mais cedo e sem dizer nada.

Chloe: Anda ter à cafetaria, agora!

*chamada off*

Desliguei a chamada e contei à Megan o que a Emily tinha dito. Ela pareceu ficar ainda mais preocupada que eu. Fomos ter à cafetaria e a Emily já lá estava, sentada na nossa mesa habitual. Sentámo-nos rapidamente e começámos-lhe a fazer perguntas muito rapidamente e ao mesmo tempo.

Emily: Acalmem-se! - Gritou, fazendo o resto do pessoal que estava na cafetaria olhar para a nossa mesa. Eu e a Megan calámo-nos e esperamos que ela voltasse a falar. - Eu não lhe disse nada. - Respirei de alivio mas a Megan ainda parecia preocupada. 

Megan: E se ele voltar? Eles não vão descansar e eu não estou para lidar com isto. Estamos na universidade, precisamos de nos concentrar nos estudos e não numa banda qualquer que conhecemos em Paris. 

Por muito estranho que parecesse, a Megan estava finalmente a dizer algo acertado. 

Chloe: Ela tem razão. Temos que arranjar uma teoria caso um deles volte.

Emily: Duvido que vá voltar, depois do que lhe disse… - Ela pareceu abatida, mas não me atrevi a perguntar o que ela tinha dito ao Harry e a Megan também não perguntou.

(Zayn)

Depois do que o Harry nos tinha contado, saí de casa e fui ter à universidade. Era perto do meio-dia por isso elas deviam estar a sair para almoçar ou para vir para casa. Antes de sair do carro pus o capucho na cabeça e os meus óculos de sol, para não ser reconhecido.
Esperei durante uns vinte minutos e finalmente vi as três a saírem pelo portão. Não pareciam muito felizes, mas por outro lado, estavam a vir da universidade. Quem é que poderia sair feliz de lá? Aproximei-me delas, e elas pararam. Perguntei-me se já me teriam reconhecido.

Megan: Sim? - Lá vinha ela com a sua má disposição.

Zayn: Precisamos de falar. Os quatro. - Uma das sobrancelhas da Megan ergueu-se e a boca entreabriu-se. 

Megan: Zayn, o que estás aqui a fazer? - Assim que ela falou, a Emily e a Chloe olharam para ela, surpreendidas.

Zayn: Por favor. - Elas entreolharam-se a Megan acenou negativamente com a cabeça. - Por favor! - Gritei, quando elas começaram a andar novamente. Elas sussurraram alguma coisa entre elas e depois a Megan virou-se.

Megan: Nós não temos nada para falar, Zayn. Por favor, não voltes. - Nos olhos dela consegui ver a desilusão que tinha visto no último dia em que elas estiveram em Paris, quando estavamos os dois sozinhos enquanto os outros jantavam.

*flashback*

Zayn: Ouve, eu sei que não curtes nada de mim, mas --

Megan: Não curto mesmo. - Interrompeu-me, enquanto cruzava os braços e se deitava na cama.

Zayn: Mas - continuei - eu queria mesmo que nos dessemos bem.

Megan: Porque? Tu não passas de uma celebridade que só quer comer raparigas. Para além disso, depois de Paris, nunca mais nos vamos ver na vida, o que interessa se nos dámos bem ou não?

Por um lado ela tinha razão, mas por outro eu queria mesmo que ela fosse simpática comigo, que ao menos me desse uma oportunidade de lhe provar que ela estava errada e que eu não era o que ela pensava.

Zayn: Vou ver se alguém sabe o número do catering. - Disse, saindo da suíte delas. No corredor estava uma rapariga mais ou menos da minha idade e assim que me viu, saltou para mim beijando-me. Provavelmente era uma fã que tinha descoberto onde nós estavamos. Mas aquilo estava errado e parei o beijo assim que consegui. - O que estás a fazer? - Perguntei à rapariga, ainda perplexo com o que tinha acabado de acontecer. 

Megan: E depois dizes que és diferente?! - A voz da Megan entoou no corredor e virei-me imediatamente para trás. Ela já não estava com aquela atitude e tom sarcástico, parecia triste. 

Zayn: Megan, eu posso explicar. Isto não é o que parece… - Tentei explicar-lhe. Ela abanou negativamente com a cabeça.

Megan: Vai-te embora Zayn. - Conseguia ver a desilusão no olhar dela. Sabia que tinha estragado tudo, mesmo antes de ter começado.

Zayn: Megan, por favor, deixa-me explicar. - Ela permaneceu calada, enquanto fitava o chão. - Por favor. - Pedi-lhe, uma última vez.

Megan: Vai-te embora Zayn.

Ela parecia decidida. Uma lágrima começou a formar-se no meu olho e não queria que ela me visse chorar, por isso desci as escadas o mais depressa que pude e sentei-me no sofá da entrada, onde as lágrimas começaram a cair.

*flashback off*

(Emily)

As aulas já tinham acabado e eu estava em casa sozinha, pois a Megan e a Chloe decidiram ir para a delas, os meus pais estavam a trabalhar e a Katie e a Nicole estavam no infantário. Como ainda faltavam 2 horas para ter que as ir buscar ao infantário, decidi ligar a televisão e uma entrevista dos One Direction estava a dar. 


Entrevistadora: Então, hoje o Harry e o Zayn foram vistos perto da universidade. Há lá alguém que vocês queiram visitar? - A entrevista era ao vivo e eu parecia conhecer aquele estúdio de algum lado.

Harry: Não, nem por isso.

Auch! Aquela doeu. 

Harry: Quer dizer, talvez. Mas vamos não falar nisso.

A câmara fez zoom no Harry e consegui ver que ele estava com um olhar triste. Os lábios dele rabiscavam um sorriso, mas o seu olhar estava morto. Sabia que precisava de falar com ele, mesmo contra a opinião da Megan e da Chloe, eles precisavam de uma explicação. De repente, lembrei-me de qual era aquele estúdio. Ficava na rua central de Londres. Eram só três quarteirões até lá e teria uma oportunidade de falar com eles. Peguei na minha bicicleta e assim que cheguei ao estúdio eles vinham a sair. O Louis  e o Liam vinham muito contentes a rir-se, enquanto que o Harry, o Zayn e o Niall vinham os três a sussurrar com umas caras miseráveis. O Niall viu-me e chamou a atenção do Harry, que veio a correr até mim, puxando-me para o beco que havia entre o estúdio e as casas na berma da estrada.

Harry: O que estás aqui a fazer? - Perguntou-me, passando a mão pelo pescoço, ligeiramente envergonhado.

Emily: Estavas certo, vocês merecem uma explicação.

Os olhos esverdeados dele arregalaram-se e a mão que tinha no pescoço, caiu em peso. 

Harry: E então?



*Continua...*


BY: Filipa e Raquel.

2 comentários: